“MADRI – ESPANHA”

Madrid é uma cidade que impressiona seus visitantes, com avenidas largas e limpas, prédios clássicos e elegantes, gente bonita e bem vestida em todo lugar e reluzentes carros de luxo circulando pelas  ruas. Dinâmica e moderna, percorrer as ruas desta cidade é descobrir em cada recanto, atrativos e prazeres diferentes.

 

O monumento chamado de Puerta de Alcalá, situado no centro da Calle Alcalá, que atravessa a cidade no sentido leste-oeste e mais adiante tranforma-se na Gran Via. Estas duas avenidas formam o coração da cidade, e uma das melhores formas de começar a conhecer a capital da Espanha é começar seu passeio justamente por aqui. Percorrendo a Calle Alcalá se passa por diversos pontos importantes da cidade, como  Fonte das Cibeles, Fonte de Apolo, Jardim Botânico, Museu Naval, Fonte de Netuno, o prédio do Ministério do Exército, construção de 1777, e o belo parque Paseo del Prado. A Puerta del Sol, um dos recantos mais tradicionais da cidade, onde estão várias tabernas, e restaurantes.

 

A Plaza de la Villa, onde está o belo prédio da prefeitura, a Casa Cisneros e a Torre dos Lujanes, construída na idade média. Madri é uma cidade com generosas áreas verdes. O principal parque da cidade é o Parque del Retiro, bem no centro, formado por 120 hectares de belos jardins, gramados, árvores centenárias, barquinhos para alugar e, durante o verão, shows de marionetes e apresentações teatrais e de música. Merecem ainda destaque no parque o  mausoléu de Alfonso XII , o Jardim de Rosas, Palacio de Cristal, Palacio de Velasquez e Casa de Vacas. Quem gosta de parques também não pode perder o teleférico do Parque del Oeste. A Plaza de Toros de Las Ventas,  é um dos pontos mais importantes da cidade. Durante a temporada de espetáculos, que acontece de maio à setembro, sempre aos domingos, as Corridas de Toros de Madri são realizadas neste local. Cada corrida geralmente consiste de seis touradas independentes, onde o astro principal não é o touro, e sim o toureiro ou matador, como são conhecidos. Um bom toureiro passa a ser considerado quase como um ídolo nacional, e muitos são lembrados como heróis. No decorrer de cada tourada o animal é provocado, espetado e quando já está exausto termina sempre da mesma forma: Morto com uma espada enterrada nas costas. Apesar da sanguinolência, a tourada é considerada por aqui não apenas um esporte, mas também uma arte e uma tradição milenar, e por isto é tratada com todas as honras.

 

A Corrida de Toros é cada vez mais assunto  polêmico na Espanha, combatida por entidades defensoras dos direitos dos animais, e defendida pelos tradicionalistas, que nelas vêem um evento cultural e artístico centenário. De qualquer forma, não é um espetáculo recomendável para quem não agüenta ver animais sofrendo, ou que não está acostumado com este tipo de arte, já que termina sempre com muito sangue derramado na areia da  plaza.

 

Quem não tiver estômago para tanta sanguinolência pode visitar o Museu Taurino, onde é contada a história das touradas e relembrados alguns dos nomes mais famosos que por aqui passaram. As festas mais populares da cidade são a Dos de Mayo, San Isidro (padroeiro de Madri), e La Paloma, quando o centro antigo fica cheio de festas. Nesta época há muitas "corridas de toros" na Plaza de Las Ventas. O Palácio Real, antiga residência oficial da família real espanhola, é um dos pontos imperdíveis de qualquer visita à capital da Espanha. Não apenas  por sua arquitetura belíssima, mas também para apreciar seu interior repleto de obras de arte. Com seus 3.000 aposentos, conta-se que nenhum outro prédio Europeu tem tantos quartos quanto o Palácio Real de Madrid.  Até 1931 o Palácio Real servia como residência dos reis da Espanha, sendo que agora, apenas ocasionalmente é ocupado pelos soberanos. Toda sua decoração interna foi executada por grandes mestres das artes, como Tiepolo, Giaquinto, Goya, Rubens, Valezquez e El Greco.

 

O palácio tem ainda valiosas coleções de tapeçarias, móveis, louças e pratarias deslumbrantes. Após conhecer o palácio, visite também o Campo del Moro, um dos mais bonitos parques da cidade, e onde vale a pena  visitar o Museu das Carruagens.  Plaza Mayor,  este espaço aberto, de forma retangular e cercado por uma arcada construída no século 17 está no coração do distrito histórico de Madri e também no centro de todos os eventos ocorridos na história da cidade. Na Plaza Mayor  costumavam ser realizadas todas as cerimônias mais importantes, desde a coroação de reis até eventos populares, como touradas, festivais e até mesmo acender fogueiras da inquisição para queimar hereges. 

 

No centro da praça está a estátua do rei Felipe III. Os dois prédios mais importantes da Plaza Mayor são a Casa de la Panaderia e a Casa de Carniceria, construídos entre 1617 e 1619. À sua volta está um dos trechos mais atraentes de Madri, com prédios históricos como a Catedral de San Isidro, o Arco de Cuchilleros e o Teatro Real. A parte da cidade que fica em volta da Plaza Mayor é também onde estão ótimas opções de restaurantes, tabernas e bares, que só começam a servir almoço a partir das 13 horas, mas mesmo assim ninguém por aqui pensa em almoçar tão cedo. É usual entre os Madrilenhos, almoçar por volta das 14 horas, quase todos os restaurantes  tem o hábito de fechar após o horário de almoço, seguindo a tradição de grande parte do comércio. A vida só reinicia por volta das 17 horas. No entanto, para quem gosta de curtir a noite, Madri é o lugar certo, com ruas, calçadas, restaurantes e bares lotados e animadíssimos até altas horas da madrugada.  Uma caminhada pelas ruas da cidade não deve esquecer o famoso Museu del Prado, um dos mais importantes  da Europa. Lá estão 7.000 obras, cobrindo um grande período da história espanhola.

 

Merecem destaque as obras de mestres como Velázquez, Goya e El Greco. Outra visita agradável em Madri é conhecer o Bairro dos Mouros. Situado ao sul do Palácio Real, este é uma dos trechos mais antigos da cidade, e sua origem remonta ao século 9, quando os árabes muçulmanos governavam a Espanha. Durante o verão a área costuma servir de palco para apresentações teatrais e grupos de música.  Ir à Madri e não assistir à um show de música Flamenca, é imperdoável, o Flamenco é um estilo musical com raízes na região espanhola da Andaluzia, bem como nas tradições ciganas. Consiste basicamente na apresentação de dançarinos, trajando roupas típicas, acompanhados por guitarras acústicas, e ritmo marcado pelas castanholas e palmas. Muito mais do que simplesmente música e dança, nos passos do Flamenco está presente a própria cultura de um povo.

 

O Flamenco é um espetáculo bonito, empolgante, e pode ser visto em vários locais da cidade, onde as vezes surge até espontaneamente pelas ruas, bastando que se reúnam algumas pessoas e que surja uma guitarra. Para  os turistas, o ideal é apreciar este show em casas de espetáculos, onde é apresentado por dançarinos profissionais.  Outros lugares da cidade que merecem ser visitados são o bairro de Malasaña na Plaza Dos de Mayo, onde estão cafés, tavernas e muito agito. Já o bairro de Arguelles é o point dos estudantes, com barzinhos e música moderna. Para quem prefere lugares mais tranqüilos a Plaza de Santa Ana, no bairro de Huertas é mais indicado, com musica ao vivo e restaurantes apropriados para casais que querem ouvir música mais calma e dançar